segunda-feira, julho 28, 2008

7 Reasons To Ditch Your PDA And Switch To Pen And Paper

It’s simple
What’s more simple than a basic biro pen and notepad from your local stationary store? A pencil perhaps? Really, this should be a no brainer.

It’s portable
Ok, sure. Maybe a iPhone, Blackberry and even a laptop is portable. You can travel from city to city with them fairly easily. But they simply don’t match up to paper solutions, which come in all sizes and can be folded, bent and even ripped up as required.

It’s cheap
No hi tech solution comes close in price. The gulf is so wide that you could even buy a good quality pen and a Moleskine and still have change spare for an holiday to Spain… maybe. Another plus is you won’t have to upgrade your notepad every other year to keep up with your techie friends.

It’s easy to use
I really don’t think you need to flick through a big, bulky manual before you can start putting pen to paper (well, I certainly hope not). Think of all the time you waste simply trying to research how to add an event to your electronic calendar. You could do it in seconds on a paper based one.

It’s quick
Assuming you’ve actually figured out how to use your PDA, you still have to move through a bunch of menus before you can add a simple note to your shopping list saying you need bananas. And that’s assuming you can type efficiently on the miniature keyboard.

Less chance of failure
Where do I begin? Imagine dropping that expensive laptop on the floor or have the battery of your fancy gizmo run out at a critical moment. Perhaps it crashes before you have chance to save anything. Or maybe it’s just so sunny there is too much glare on the screen. Compare all that to a paper solution. Oh no! The ink in my pen just ran out! Whatever will I do…

It’s a break from all that technology
The top reason I always give for not using hi tech solutions is that I spend so much time on a PC I don’t want to then have to use it to organize my day. Seriously, how often do you have to look at screens and monitors and keyboards everyday? Give your eyes (and brain) a break.

in Moleskinerie

Mini me


domingo, julho 27, 2008

Hoje acordei aqui: Hotel Gasenvoort

Hotel Gansevoort
18 Ninth Avenue (at 13th Street)
New York





















Weekend Extravaganza @ Guincho







Squash na Quinta da Fonte Santa
















Mini Cooper Clubman

Pretty girl, isn't she?

sábado, julho 26, 2008

sexta-feira, julho 25, 2008

Almoço na Marina de Oerias


Como Água para Chocolate

Nas profundezas de um México rural dos principios do século XX. surge a história do amor sofrido, profundo e proibido entre Pedro e Tita, impedidos de se casar por uma tradição infundada: Tita é a filha mais nova de três e não pode casar, devendo permanecer solteira e cuidar da mãe até à hora da morte.

Pedro acaba por desposar Rosaura, a filha mais velha, apenas para ficar perto do seu amor.

Tita, apesar do seu infortúnio conta com a ajuda de Nacha, a criada india que lhe transmitindo algumas receitas e conselhos na vida e na morte, impregnando-a de cheiros e sabores.

Pedro e Tita vão construindo a sua relação através de receitas típicas, rústicas, muitas vezes invulgares e requintadas.

De mês para mês aumenta o desejo, o desespero, o choro e a alegria de Tita, que comunica através dos alimentos os seus sentimentos relativamente a Pedro.

Através dos amores proibidos de Tita e Pedro, Laura Esquível retrata-nos o México rural dos princípios deste século e tece um hino inesquecível ao prazer dos sentidos e à liberdade criativa da mulher.

The Dark Knight

Batman regressa para continuar a lutar contra o crime, desta vez com o apoio do Tenente Jim Gordon e do Procurador Harvey Dent, combatendo as organizações criminosas de Gotham.

Joker, um maquiavélico e genial bandido atormenta a cidade espalhando o medo e o terror por todos os cidadãos.

Nem Harvey escapa à sua engenhosa conspiração, tornando-se no vilão que ninguém esperava...

Uma vez mais, Batman salva a cidade mas não pode colher os louros. Afinal, ele é o herói de que Gotham precisa, mas não o herói que pretende.

De realçar a perturbadora e inesquecível prestação de Joker, o malogrado Heath Leadger.

quinta-feira, julho 24, 2008

Nespresso Lattissima

Um café gourmet...

terça-feira, julho 22, 2008

segunda-feira, julho 21, 2008

domingo, julho 20, 2008

My Swatch Chrono Plastic


Campanha cápsulas Nespresso e telas‏

Recebi um email que resolvi publicar...

"Venho solicitar a vossa ajuda para um novo 'projecto' do IPO. No meu turno de voluntariado tivémos a ideia de desenvolver um projecto com as crianças que nos recorda a importância de reaproveitarmos os materiais a custo zero

com uma actividade muito criativa. Vamos fazer esculturas com as cápsulas usadas da Nespresso!

Peço por favor a quem tiver máquinas da nespresso que não deite as cápsulas usadas do café para o lixo, e porquê? podemos utilizar essas cápsulas, limpá-las, desinfectá-las e vamos fazer umas escultura e umas telas.

A ideia é reciclar as cápsulas dos cafés e fazer telas e esculturas com elas, dependendo claro do número que consigamos arranjar.

Peço-vos que juntem as vossas cápsulas depois de fazer os cafés, pode ser num saco e depois entreguem-me a mim ou enviem para a Acreditar :


ACREDITAR

A/C Filipa Carvalho

Rua Prof. Lima Basto, 73

1070-210 LISBOA

Telefone: 217 22 11 50

Fax: 217 22 11 51

E-mail:acreditar@acreditar.pt


Não precisam de as limpar porque nós tratamos disso. Tentem não as amolgar, porque depois é mais fácil trabalhá-las nas nossas 'obras de arte'.

Vamos estar a aceitar cápsulas até ao final do ano.

Se conhecerem alguém entre os vossos conhecidos ou vocês mesmos que queiram contribuir com algumas telas (de qualquer tamanho) também poderão trazer.

Juntem as vossas cápsulas, as dos vossos primos, tios, amigos...amigas e tragam-nas.".

Girotondo pencil holder by Alessi

quarta-feira, julho 16, 2008

terça-feira, julho 15, 2008

Ele vem aí


Monogramouflage by Louis Vuitton

Recentemente revelada a nova linha monogramouflage da LV, bastante arrojada, urbana e pouco convencional.

Esta edição limitada é composta pela mala, carteira ou troley. Um luxo!

segunda-feira, julho 14, 2008

Hoje acordei aqui: Hotel Limes

Fortitude Valley,
Brisbane, Australia






Barcelona, Shops & More by Taschen







More Awagami






Excitação móvel

O novo iPhone 3G, da Apple, comercializado desde sexta-feira em mais de 70 países, pode facilitar a indústria dos conteúdos pornográficos.

"Excitação móvel", na edição de hoje do DN

Toys for boys (& girls)

A corrida ao telemóvel da Apple provocou a ruptura de stocks um pouco por todo o mundo

Em Nova Iorque, os seguranças foram obrigados a limitar a fila entre a uma e as três da manhã de Sábado, porque o caos estava incontrolável, tendo esgotado nas duas mil lojas da AT&T nos Estados Unidos.


A loja da Apple em Londres teve de ser fechada a meio da tarde de sexta-feira.

Não obstante, os problemas de activação que já se tinham verificado em 2007 voltaram a deixaram milhares de clientes sem conseguir usar o novo "brinquedo".


O último grito? Apesar de possuir diversos avanços ao nível do design, software móvel, tecnologia multi-toque e multimédia, subsistem algumas falhas como é o caso do exagerado consumo da bateria, da limitação da capacidade da câmara fotográfica e da impossibilidade de realizar vídeo-chamadas.

Mini me cabrio


domingo, julho 13, 2008

Awagami plus one notebooks

By awagami factory, fine washi paper and stationery manufacturers from tokushima, japan are proud to announce the launching of their new stationery line "awagami+1". created in collaboration with american designer, craig anczelowitz .

This collection consists of journals, albums, and desk accessories which harmoniously fuse traditional japanese craftsmanship with elements of contemporary scandinavian design.

Barcelona, Hotels & More by Taschen







Restaurante New Wok @ Chiado

Situado em pleno Chiado, o restaurante New Wok oferece uma cozinha baseada na comida japonesa de fusão.
Um espaço arrojado e alternativo que se caracteriza por uma decoração minimalista que privilegia os traços direitos e as cores neutras: o preto nas mesas corridas, paralelas ao balcão, também ele preto, e o branco nos apontamentos decorativos.
As paredes introduzem o verde que dá cor ao espaço, mas de uma forma sóbria.
Da elaborada e bem confeccionada ementa destacamos o gyoza (cinco raviolis recheados de frango ou legumes, grelhados ao estilo japonês e acompanhados de molho de soja e gengibre), o miso shiro (sopa tradicional japonesa), o teriaki de salmão (filete de salmão grelhado com molho teriyaki), o singapore laksa (sopa picante e aromática, com caril e leite de coco).
Para terminar, experimente o crumble de maça e de frutos do bosque.

Eu estive lá

quarta-feira, julho 09, 2008

O que precisa de saber sobre o iPhone

O iPhone chega a Portugal esta semana, a 11 de Julho, mas já há muito boa gente que ostenta orgulhosamente o seu, fazendo pirraça a quem espera e desespera.

André Antunes, 33 anos, é um desses casos. Trouxe o telemóvel de uma viagem aos Estados Unidos, em Novembro, e arranjou maneira de o desbloquear para o poder usar por cá (marosca, está claro). Como entendido que é em tudo quanto é gadget, desvendou-nos alguns “segredos” do iPhone.

1. Smartphone
O iPhone é muito mais do que um telemóvel. Na verdade, é um “smartphone”, um telemóvel espertinho (numa tradução à letra), porque permite fazer mil coisas para além de chamadas e mensagens. É uma espécie de computador pessoal de pequenas dimensões que dá para ver filmes, ouvir música (funciona como um iPod Touch), tirar e armazenar fotos, receber e enviar e-mails, gerir a agenda, ou saber onde é que anda com o GPS. Já existem produtos semelhantes no mercado (o mais famoso é o BlackBerry), mas o iPhone parece ter tudo para bater a concorrência, por ser da Apple e ser fácil de usar. “Ao fim de dois ou três dias de adaptação aos ícones e ao menu, é muito intuitivo. Quem perceber minimamente de computadores e seja um pouco auto-didacta não vai ter dificuldades”, garante André Antunes.

2. Terceira geração
É um telemóvel 3G, uma inovação em relação a outras versões do iPhone já lançadas noutros países. Isto faz com que seja possível aceder à internet muito mais rapidamente e onde quer que esteja. Para além disso, a tecnologia 3G também é uma boa aliada de quem gosta de fazer dez coisas ao mesmo tempo. É possível estar ao telefone com uma tia, ao mesmo tempo que se procura um restaurante na internet ou se faz uma transferência bancária. Se estiver no lugar certo, o iPhone também apanha redes wi-fi, às quais pode aceder gratuitamente.

3. Táctil
Quer isto dizer que não há cá teclas para ninguém. Nem aquelas canetinhas úteis que muitos PDAs trazem incluídas e que facilitam a vida na hora de escrever mails ou sms. No iPhone não há botões salientes, todas as funcionalidades são activadas com a ponta dos dedos, carregando directamente no ecrã. É giro, mas pouco prático. O teclado táctil é difícil de manejar, e os espaços das letras são demasiado pequenos, o que é meio caminho andado para carregar em três letras ao mesmo tempo. “É a única coisa que eu acho que é mais fácil fazer num telemóvel normal”, lamenta André Antunes. O facto de andar sempre a arrastar os dedos pelo ecrã também o deixa gorduroso, o que não é bom (ainda que traga um paninho de oferta).

4. Dimensões
Não esteja à espera de dar de caras com um telemóvel maneirinho. O iPhone pesa 133 g, tem 11,5 cm de altura, 6,2 cm de largura e 1,2 cm de espessura. O que é normal para um smartphone. “Há quem não goste de um telemóvel deste tamanho, mas permite ver filmes com uma óptima resolução de imagem”, garante André Antunes. E mesmo sendo a atirar para o grande, é um gadget de design cuidado e minimalista, como tudo aquilo que tem o dedo da Apple. Estará disponível em preto e em branco.

5. Autonomia e capacidade
Que o iPhone dá para fazer uma data de coisas já se percebeu, mas quanto tempo é que aguenta sem ter de se correr em busca de uma tomada para o carregar? A Apple diz que tem uma autonomia de cinco horas de conversação em 3G, até oito horas de reprodução de vídeo e até 24 horas de reprodução áudio, mas já se sabe que quanto mais uso lhe der, mais depressa a bateria se some. Quanto à capacidade, estarão à venda dois modelos: o de 8 Gb e o de 16 Gb.

6. Actualizações
É um aparelho que pode estar sempre a ser actualizado com novas funcionalidades e aplicações, qual carro do tunning. É só ligar o cabo (que vem incluído) ao computador, aceder ao site da Apple, ver o que há de novo e descarregar (jogos, mapas para o GPS, programas de chat, etc). Dentro em breve a Apple lançará o software em open source para que outros programadores possam criar aplicações, o que multiplicará infinitamente o número de novas funcionalidades.


A reportagem completa na edição desta semana da Timeout.